Tensão Criativa

Os criativos são julgados pelo seu trabalho, o que lhes dá um sentimento constante de insegurança. A maioria dos entrevistados diz aplicar um "julgamento refinado" ou "sensibilidade poética" ao trabalho. Alguns referem-se à publicidade como "tretas" e dizem preferir os valores "superiores" da arte e literatura. Por sua vez, a fricção constante com os gestores leva alguns responsáveis por contas a referirem-se aos criativos como "bébés". A tensão entre colegas pode ser igualmente dolorosa. À excepção de um sócio da empresa, todos os outros são encarados com desconfiança, não vão roubar uma ideia. No entanto, os criativos necessitam da aprovação dos pares para reforçar a auto-estima. Se gestores e clientes compreendessem melhor a identidade criativa, poderiam tirar o melhor partido destes colaboradores. Por outro lado, se os criativos necessitam de se sentirem inseguros e isolados para estimular a critividade, a divisão entre responsáveis de conta e creativos poderá ser a "condição óptima".

1 comentário:

João T.S. disse...

Só quero dizer-te que o criativo tem, obviamente, um perfil muito específico. Ainda assim, e de qualquer forma, o trabalho criativo, já diziam vários sábios antigos, é 10% de inpiração e 90% de transpiração...